Logo do Site

patrimonioA presente publicação foi elaborada e organizada pelo Secretariado da Convenção sobre Diversidade Biológica. A definição usada nessas cartilhas sobre tema tratado é a seguinte: "Acesso e repartição de benefícios (ABS, na sigla em inglês) refere-se à forma como o patrimônio genético pode ser acessado e como os benefícios que resultam de seu uso comercial são compartilhados entre as pessoas ou países que utilizam esse recurso (usuários) e as pessoas ou países que o fornece (provedores)". Originalmente publicadas nas seis línguas oficiais do sistema Nações Unidas, a presente tradução para o português oferece para o público brasileiro um instrumento relevante de divulgação e conscientização sobre o tema. Seu foco principal está no acesso a componente do patrimônio genético da biodiversidade e dos conhecimentos tradicionais associados e na repartição justa e equitativa dos benefícios derivados de seu uso. Os assuntos tratados nas cartilhas são os seguintes: 

1) Introdução a Acesso e Repartição de Benefícios

2) Acesso e Repartição de Benefícios; 

3) Uso dos Recursos Genéticos; 

4) Conhecimentos Tradicionais; 

5) As Diretrizes de Bonn; 

6) Implementação Nacional; 

7) O Protocolo de Nagoia.

Publicado em 2013, 60 páginas.                                                                                                                                                                                                                                                                                                                 

cartaz workshop proteomicaO Instituto Oswaldo Cruz (IOC/Fiocruz) promove, entre os dias 29 de outubro e 1º de novembro, o workshop ‘Tópicos avançados em Proteômica’. O evento, que receberá o pesquisador Gabriel Padrón Palomares, da Divisão de Química Física do Centro de Engenharia Genética e Biotecnologia de Havana, em Cuba, será realizado no campus da Fiocruz, em Manguinhos, no Rio de Janeiro (Av. Brasil, 4365). O evento busca discutir a utilização da espectrometria de massa como ferramenta analítica de identificação e quantificação de proteínas que podem ajudar no diagnóstico e terapia de doenças negligenciadas. O evento contará também com a participação de especialistas nacionais e estrangeiros com reconhecida experiência em distintas áreas de análise proteômica.

Para se inscrever, é necessário enviar o formulário de inscrição devidamente preenchido para o email topicosproteomica@gmail.com até 18/10. Podem participar do encontro alunos de Pós-graduação, iniciação científica e pesquisadores interessados no tema e que necessitem de bases teóricas em proteômica, espectrometria de massas quantitativa e Selected Reaction Monitoring (SRM) para dar suporte ao desenvolvimento de seus projetos de tese e/ou de pesquisa. Os interessados em apresentar trabalhos durante o workshop deverão enviar o resumo do projeto juntamente com o formulário no momento da inscrição. Eles serão avaliados por uma comissão científica, que vai selecionar até oito para apresentação e discussão com os pesquisadores em um ambiente amigável e descontraído.

Coordenadora do Workshop, Patrícia Cuervo, do Laboratório de Pesquisa em Leishmaniose do IOC, destaca que a participação de Gabriel Padrón incrementa a capacidade de atuação dos pesquisadores do Instituto. “Este workshop visa aproximar as expertises das duas instituições no momento em que diversos laboratórios do IOC estão investindo recursos no estudo de doenças negligenciadas para descoberta e validação de novos alvos terapêuticos, diagnósticos, prognósticos e vacinais, por meio do uso de ferramentas proteômicas”. Patrícia ressalta, ainda, que “o conhecimento de tecnologias de última geração, como o ‘Selected Reaction Monitoring’ (SRM) para quantificação e validação de potencias candidatos a biomarcadores agrega um valor único ao evento, pois é uma metodologia ainda pouco explorada no Brasil”.

Gabriel Padrón
Doutor em Ciências pela Universidade Humbolt de Berlin, Alemanha, Gabriel Padrón é professor das Faculdades de Química e Biologia da Universidade de Havana e pesquisador emérito do Centro de Engenharia Genética e Biotecnologia, instituição estratégica de pesquisa e desenvolvimento em Cuba. No CIGB, Padrón tem coordenado projetos de pesquisa envolvendo estrutura e purificação de proteínas e peptídeos, análise e caracterização por espectrometria de massas, ressonância nuclear magnética, cromatografia de alta performance para análise e purificação de proteínas, proteômica e farmacoproteômica. Padrón é também titular de diversas patentes de compostos de uso farmacêutico.

Parceiros
O workshop “Tópicos avançados em Proteômica”, coordenado juntamente com os pesquisadores Ana Gisele Neves Ferreira, do Laboratório de Toxinologia do IOC e Leonardo Sabóia Vahia, do Laboratório de Biologia Molecular e Doenças Endêmicas do IOC, é uma realização do Programa de Pós-graduação em Biologia Celular e Molecular do IOC e conta com o financiamento do Programa Professor Visitante do Exterior da Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes) e o apoio da Vice-direção de Ensino, Informação e Comunicação do IOC, do Programa de Pós-graduação em Biologia Parasitária do IOC e do Programa de Desenvolvimento Tecnológico em Insumos para Saúde (PDTIS) da Fiocruz.

Data: 29/10/13 a 01/11/13

Local: Auditório Maria Deane, Pavilhão Leônidas Deane

Fiocruz, Rio de Janeiro

Inscrições Gratuitas através do site: http://www.fiocruz.br/ioc/cgi/cgilua.exe/sys/start.htm?infoid=1928&sid=32

bioecnomiaEm sua segunda edição, o Fórum de Bioeconomia CNI-Harvard começa a se firmar como uma discussão multissetorial e de âmbito internacional no país sobre o assunto, traduzindo o desejo da indústria brasileira em avançar nessa direção.

Neste ano, A CNI promoveu três debates com representantes empresariais, acadêmicos e governamentais com o objetivo de discutir o tema e busca subsídios para a construção da agenda brasileira de bioeconomia. O resultado desse trabalho será apresentado durante o 2º Fórum de Bioeconomia.

A bioeconomia é uma oportunidade de atender interesses estratégicos do país, respeitando a sustentabilidade e a preservação dos recursos naturais do planeta, além de garantir a competitividade da indústria brasileira frente ao resto do mundo. Para tanto, é necessária a definição de uma agenda política positiva, orientada para resultados envolvendo:

  • Liderança do governo;
  • Liderança das empresas;
  • Condições estruturais com acordos regionais e internacionais;
  • Flexibilidade política para adaptação às novas oportunidades.

INFORMAÇÕES
Data: 10 de outubro de 2013
Horário: 8h30 às 17h30
Local:  Hotel Grand Hyatt
Avenida das Nações Unidas, 13.301 - Vila Cordeiro - São Paulo/SP

Para mais informações clique aqui

  • sbctacnpqfaperjcapespetrobrassbm
  • rede de tecnologiafinep 2agencia de inovacaosebraeembrapanpi
  • projeto coralperiodicosCurta Logo Print 2
Topo